Os investimentos por governo, 1971-2002

No decorrer do tempo, como reflexo da crise das finanças,  os investimentos foram caindo gradativamente, depois de alcançarem uma marca próxima a 30% da receita corrente líquida na década de 1970.

Pela importância dos investimentos públicos no desenvolvimento social e econômico  é que  incluímos este estudo,  que tem duplo objetivo: demonstrar as prioridades governamentais nas diversas épocas e, ao mesmo tempo,  caracterizar o declínio da ação governamental nesse sentido.

Para isso, foi adotado como base o trabalho elaborado pelo Engenheiro e Economista Júlio Francisco Gregory Brunet, denominado  “As políticas de investimentos dos governos do RS 1971-2002”.

Segundo o referido autor, no período de 1970-1998, tendo a participação no PIB como referência,  quem mais investiu foi o Governo Britto, seguido dos governos Triches e Guazzelli. Os governos Jair Soares, Collares e Olívio Dutra, pela ordem,   foram os que menos investiram.

Em termos absolutos, embora essa não seja uma comparação apropriada, também ao longo do tempo quem mais investiu foi o Governo Britto, favorecido que foi pelas receitas de privatização. Porém, quando se retira deste a parcela despendida na recuperação do sistema financeiro estadual financiada pelo empréstimo do Proes, a maior inversão, em termos absolutos, cabe ao Governo Simon. Pela participação no PIB, com a exclusão referida, os governos Triches e Guazelli permanecem com os maiores investimentos.

Veja o estudo completo aqui.

Adicione um comentário