Artigos

  • Boa arrecadação, pouca redução do déficit!

    O ano de 2005 foi positivo para as finanças estaduais, mas poderia ter
    sido muito melhor. Houve um superávit primário de 572 milhões e sensível
    redução no grau de endividamento do Estado. O ICMS, que vinha sendo
    antecipado desde 2001, deixou de sê-lo no ano passado. A receita corrente
    líquida cresceu nominalmente quase 16%, o que representou 9,4% em […]