Economia

  • Como é paga a dívida federal (síntese)

    A dívida pública federal não é paga, basicamente. Na sua maioria,  é rolada  mediante novas operações de crédito ou operações de refinanciamento. Tomemos o período 2015- 2019, quando as operações de crédito e as operações de refinanciamento corresponderam, em média, a R$ 1.099,3 bilhões.

    Descontando-se  os investimentos na ordem de R$ 86,9 bilhões restam para aplicação […]

  • Ausência de uma visão holística

    Toda a sociedade brasileira está passando por essa tragédia sanitária provocada pela covid-19, com um saldo de mais de 1.600 mil ocorrências e 65 mil mortes (em 5/7/2020).

    Por isso, a saúde deve ser a nossa primeira preocupação, mas não podemos esquecer da economia, cuja queda  significa menos produção, menos emprego e renda e menor arrecadação […]

  • A lição que o coronavírus nos deixa

    Se aplicássemos mais recursos em saúde pública não evitaríamos o coronavírus, uma praga que independe da vontade dos governantes, mas certamente teríamos reduzido o sofrimento de muitas pessoas que acabaram morrendo por insuficiência de recursos materiais para seu atendimento. E, entre as várias causas, dessa carência de recursos, além de sermos um país pobre, está […]

  • Orçamento federal para 2020 – uma resposta ao Sr.Ciro Gomes

    Em debate de 2/5/2020 na Globo Neews, o Sr. João Almoêdo disse corretamente que o Brasil tinha um déficit antes do pagamento dos juros, no que foi contestado pelo Sr. Ciro Gomes, quando afirmou que 54% do orçamento brasileiro decorrem de juros. Afirmativa dessa ordem é costumeiramente feita por outras pessoas, especialmente por representantes da […]

  • Lei Kandir, mais uma ilusão gaúcha

    Historicamente, não podendo fazer as reformas que agora estão sendo feitas, o Estado do RS sempre atribuiu as causas de sua crise a fatores externos, o que é verdade apenas em parte. E, em decorrência, esperava sempre a solução por parte do governo federal.

    Quem não lembra do ressarcimento das estradas federais, que sempre constavam dos […]

  • Contribuição da Brigada Militar é insustentável

     

    A Brigada Militar não tem nenhuma culpa pela contribuição previdenciária de 10,5%, com que poderá ser contemplada na votação a ser procedida pela Assembleia Legislativa, porque não é ela que legisla e nem, tampouco, o governo do Estado, que está seguindo a legislação federal, que não respeita as peculiaridades dos demais entes federados.

    A reduzida contribuição […]

  • Porque o déficit do Estado não é manipulação

    Porque o déficit do Estado não é manipulação
    Darcy Francisco Carvalho dos Santos
    Economista.
     
    Meia verdade é sempre uma mentira – provérbio chinês.
     
    Como estudioso das finanças públicas, sinto-me na obrigação de fazer algumas observações relativas ao déficit estadual de R$ 3,88 bilhões, que seria uma manipulação primária, segundo artigo publicado neste espaço em 17 do corrente.

    Segundo o […]

  • Período das vacas gordas no serviço público acabou

    A maioria dos servidores do Estado é  remanescente da segunda metade do século passado,  de uma época em que  as taxas de crescimento da economia eram altas e a razão entre servidores ativos e inativos era também alta: vindo de quatro por um em 1974.  para apenas 0,7 por um hoje.

    Os que ingressaram posteriormente, numa […]

  • Sem reforma, os estados quebram

    Os estados apresentaram grande e generalizado crescimento da receita entre 2003 e 2011, decorrente do que ficou conhecido por “boom das commodities”, quando o crescimento do índice de preço das exportações alcançou a extraordinária marca de 173%, em dólares, índice esse que no período 1997-2002 caíra 23%.

    A partir de 2012, a situação se inverteu com […]