déficit

  • Por que não há policiais nas ruas

     
    Muito se tem falado, e com razão, da crise da segurança pública. Talvez não haja nenhuma família na Capital em que, pelos menos, uma pessoa não tenha sido assaltada.
     
    Uma das causas básicas é a falta de policiais nas ruas. Isso se deve a três fatores básicos: crise financeira estadual, aposentadorias precoces e a pesada estrutura […]

  • O fantástico déficit do Governo Central em 2015!

     
    Resultado primário do Governo Central, 2015
     

    O Tesouro Nacional divulgou o resultado primário do Governo Central(Tesouro Nacional, INSS e Banco Central), relativo ao mês de dezembro e ao exercício de 2015. O resultado primário é a poupança para pagar os juros da dívida, por isso, ele é apurado sem eles (os juros).
     

    Há correntes de opinião (especialmente as […]

  • Receitas de 2015 versus previsão: um descalabro anunciado!

    A Tabela no final traz as receitas da Administração Direta,  previstas e arrecadadas em 2015, onde se observa uma grande frustação, o que, aliás, já era previsto desde outubro/2014, quando da análise da proposta orçamentária para o exercício de 2015. Os dados completos com que foi construída a citada  tabela estão no link. https://www.sefaz.rs.gov.br/AFE/REC-CON_1.aspx

    Deve ser considerado […]

  • Déficits orçamentários do Estado do RS

    É comum ouvir falar que o Estado do RS desde 1970 obteve resultados orçamentários positivos somente em sete anos. Isso é verdade, mas é uma meia verdade, pelo seguinte motivo.

    Entre 1970 e 2014 passaram-se 45 anos e só houve resultados orçamentários positivos nos anos de 1989, 1996, 1997, 1998, 2007, 2008 e 2009, sete anos […]

  • Governo estadual de saia justa (v.2)

    O orçamento  do Estado do Rio Grande do Sul para 2016, recentemente aprovado pela Assembleia Legislativa,  traz um déficit de R$ 4,6 bilhões.

    Há uma corrente de opinião que afirma que o orçamento foi elaborado de forma pessimista. Isso decorre da comparação feita  com o orçamento de 2015. Nessa comparação, a receita total está orçada com um […]

  • A frase do governador

    O governador Sartori,  num desabafo de quem dirige um Estado quebrado, disse que “os servidores devem dar graças a Deus que têm estabilidade”. Isso foi dito num contexto em que os empregados da iniciativa privada estão estrando no regime de “layoff” (redução temporária dos salários) ou,  simplesmente, perdendo o emprego.
     
    Isso, no entanto, não significa […]

  • Pagamentos injustos

    A jornalista Rosane de Oliveira, na Zero Hora de 6 do corrente, em excelente matéria, sob o título “Crise? Não para as carreiras jurídicas”, denuncia o pagamento do auxílio-refeição aos membros do Poder Judiciário e do Ministério Público, assim como o pagamento de R$ 6.500,00 a cada membro da Defensoria Pública, por conta do auxílio-moradia. 
     
    A […]

  • Orçamento pessimista?

    Dizem que o governo estadual elaborou o orçamento para 2016 em bases pessimistas, com o que tenho  discordâncias, pelas seguintes razões.
     
    Comparando-se a proposta para 2016 com o orçamento do ano em curso, a receita corrente está 13% maior, nominalmente e 6,6% reais. A receita total está prevista com crescimento de 9,2% e 3%, respectivamente.
     
    No […]

  • O que está acontecendo com as finanças estaduais?

    Para entendermos melhor o que está acontecendo com o Estado, imaginemos um trabalhador que há muito tempo venha gastando mais do que ganha, mas que vinha reduzindo essa diferença com o  tempo.
     
    Nosso trabalhador imaginário também administrava uma poupança de terceiros, de onde podia fazer algumas retiradas, mas tendo  o cuidado de não sacar demais. […]